Fique por dentro

Postado em 10 de Janeiro de 2014 às 11h28

Conheça o Goji Berry

Entenda por que o goji berry é o novo superalimento da moda

Nativa Farmácia e Manipulação Entenda por que o goji berry é o novo superalimento da moda Consumida pelos orientais há milhares de anos, goji berry ainda é novidade no país, mas vem conquistando cada vez mais espaço no...

Consumida pelos orientais há milhares de anos, goji berry ainda é novidade no país, mas vem conquistando cada vez mais espaço no cardápio dos brasileiros. Originária do sul da Ásia - China, Tibete e Índia -, a fruta é a sensação do momento nas dietas e destaca-se também por suas propriedades benéficas à saúde.

Rica em variedade de aminoácidos, vitaminas, minerais, ácidos graxos insaturados, antioxidantes e polissacarídeos, o goji berry agrada à primeira vista por ser pouco calórica. Uma colher de sopa da fruta possui cerca de 50 calorias. Contudo, seus benefícios vão muito além da balança.

Lista extensa de benefícios

A alta concentração de vitamina C é um dos atrativos da fruta chinesa, como comprovado no trabalho publicado no American Journal of Clinical Nutrition. Cada 100 gramas da fruta contêm 2 gramas de vitamina C. Já 100 gramas, ou uma xícara de chá, da versão seca contém 2500 miligramas da vitamina, quantidade 50 vezes maior que a de uma laranja. Além disso, ela também possui grande quantidade das vitaminas B1, B2 e B6.

A quantidade de vitamina C já justifica o consumo diário de goji berry e, segundo a nutróloga membro da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia) Marcella Garcez, sua ingestão por meio do alimento é muito mais eficiente para o organismo do que se fosse realizada em forma de suplementos.

A nutricionista Lenycia Neri, diretora da Nutri4Life, destaca que pesquisa publicada em maio de 2008, no Journal of Alternative and Complementary Medicine, comprovou que o consumo regular da fruta asiática resulta no aumento no nível de energia, desempenho atlético, qualidade do sono, facilidade de despertar e a capacidade de se concentrar em atividades. Além disso, pode ajudar na redução da fadiga e do estresse.
 

Antioxidante

Neri afirma que a lista de benefícios não para por aí. "Devido às suas propriedades antioxidantes, essa fruta é utilizada como agente na prevenção de doenças cardiovasculares e inflamatórias, distúrbios da visão, do sistema neurológico e imunológico, além de possuir propriedade anticancerígena e antienvelhecimento", afirma.

Já o ácido graxo chamado linoleico ajuda a reduzir a taxa de colesterol ruim (LDL) do sangue e os aminoácidos presentes na fruta colaboram para a produção de proteínas, que serão as responsáveis por enrijecer os músculos e reduzir a flacidez.

"Frutas com pigmentos vermelhos, como o goji berry, são ricas em carotenoides. Essas substâncias previnem doenças do envelhecimento e protegem a pele e os olhos", explica também a nutróloga Marcella Garcez.
 

Como consumir

Depois de se impressionar com a lista de benefícios, resta saber como consumir essa fruta vermelha tão poderosa. O goji berry pode ser encontrado fresco, seco e em forma de cápsulas.

"Para que consiga alcançar seu efeito medicinal, a dosagem diária recomendada é de 15 a 45 gramas, ou 120 ml de seu suco", afirma a nutricionista. A fruta pode ser misturada a outras frutas, saladas, sucos e iogurtes.

Como é fonte de energia, a nutróloga indica que a goji berry seja ingerida preferencialmente pela manhã e antes de atividades físicas. "Se optar pela versão desidratada, é interessante que a pessoa consuma a fruta juntamente com um líquido pra hidratar as fibras e potencializar os efeitos benéficos", explica.

Fonte: Portal UOL

 

Veja também

Sal em medicamentos representa risco para a saúde do coração 17/12/13Analgésicos solúveis podem representar um risco pela alta concentração de sal contida neles Analgésicos solúveis podem representar um risco pela alta concentração de sal contida neles, alerta pesquisadores do Reino Unido, segundo a BBC. Algumas fórmulas chegam a ter mais sódio do que o recomendado diariamente para um adulto, dizem os autores do estudo. O trabalho publicado no “British Medical Journal” analisou exames de 1,2 milhões de......
Remédios poderão ter alta de até 7,70% no próximo mês25/03/15Comprar remédios deverá ficar de 5% a 7,70% mais caro a partir do mês que vem. O reajuste anual que deverá ser aplicado no dia 31 de março elevará os preços de 19 mil representações de medicamentos de referência (marcas famosas). Os novos valores para os consumidores, porém,......

Voltar para Blog