Fique por dentro

Postado em 10 de Junho de 2015 às 15h40

Viagra feminino pode ser aprovado essa semana nos EUA

Nativa Farmácia e Manipulação Novo Conteúdo 01 Um novo medicamento que promete combater a falta de apetite sexual das mulheres, e está sendo tratado como o viagra feminino, poderá ser aprovado pelo órgão de...

Um novo medicamento que promete combater a falta de apetite sexual das mulheres, e está sendo tratado como o viagra feminino, poderá ser aprovado pelo órgão de regulamentação de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA), ainda nesta semana.
Após muitas discussões sexistas, a FDA colocará para aprovação o viagra feminino, conhecido como Flibanserin, de acordo com informações do site DailyNews. A avaliação deve acontecer no dia 4 de junho, após duas negativas do órgão regulador, que alegou que os efeitos colaterais do medicamento eram comprometedores. Segundo o órgão de regulamentação, a nova pílula causava sonolência e náusea em excesso.
O grupo que luta pela implementação do produto tem apoio do Conselho Nacional de Organizações das Mulheres e da Associação dos Profissionais de Saúde Reprodutiva, ambos nos EUA. De acordo com as instituições, existem 26 produtos que tratam a disfunção sexual masculina, enquanto não há nenhum voltado para o público feminino. Em abaixo assinado com objetivo de colocar em pauta a avaliação da FDA, foram conseguidas mais de 40.000 assinaturas pelo novo produto.

Fonte: Guia da Farmácia

Veja também

Remédio vencido pode perder eficácia e até causar doença nos rins18/02/14 Embora os maiores riscos do uso de medicamentos vencidos sejam outros, uma doença rara que afeta os rins, chamada acidose tubular renal foi descoberta como resultado do uso do antibiótico tetraciclina velho o bastante para que se degradasse em outras substâncias químicas. O caso inicial reportado, envolvendo uma forma do medicamento que não é mais utilizada, foi......
Entenda como o Ebola age no organismo e porque é uma doença tão mortífera16/10/14Tratamento é precário e chega a custar US$ 1 mil por hora; segundo a OMS, taxa de mortalidade é de aproximadamente 70% O Ebola é um vírus que provoca uma doença violenta e altamente letal. Mas, na verdade, não é o vírus que mata as pessoas infectadas. Ao invés de atacar o sistema imunológico, como o vírus da AIDS,......
Vacina em desenvolvimento pode controlar pressão por seis meses28/05/15 Quem sofre de hipertensão pode, no futuro, livrar-se da obrigação de tomar comprimidos diários. Cientistas estão desenvolvendo uma vacina capaz de controlar a pressão arterial por até seis meses, o que......

Voltar para Blog