Fique por dentro

Postado em 18 de Fevereiro de 2014 às 10h20

Remédio vencido pode perder eficácia e até causar doença nos rins

Nativa Farmácia e Manipulação Embora os maiores riscos do uso de medicamentos vencidos sejam outros, uma doença rara que afeta os rins, chamada acidose tubular renal foi descoberta como resultado do uso do antibiótico tetraciclina...

Embora os maiores riscos do uso de medicamentos vencidos sejam outros, uma doença rara que afeta os rins, chamada acidose tubular renal foi descoberta como resultado do uso do antibiótico tetraciclina velho o bastante para que se degradasse em outras substâncias químicas.

O caso inicial reportado, envolvendo uma forma do medicamento que não é mais utilizada, foi publicado na revista científica "Annals of Internal Medicine", em 1963.

Desde então ocorreram uma série de incidentes subsequentes, que levaram ao alerta constante sobre o uso de medicamentos com o prazo de validade vencido.

Um estudo publicado em 2004, que revisava a literatura sobre a tetraciclina e antimicróbicos similares, sugeriu que pode ser difícil determinar quando uma doença nos rins é causada por um medicamento desse tipo.

Eficácia menor

Um problema considerável com o consumo de medicamentos com o prazo de validade vencido é o fato de que eles talvez não sejam capazes de fornecer uma dose suficiente do princípio ativo para que sejam eficazes. Alguns medicamentos são tão instáveis que eles precisam ser refrigerados ou misturados pelo farmacêutico pouco tempo antes de serem utilizados.

Todavia, um programa do Departamento de Defesa em parceria com a FDA revelou que muitos medicamentos permanecem eficazes por muito tempo depois do fim de seu prazo de validade, desde que armazenados em condições ideais.

Veja também

Entenda como o Ebola age no organismo e porque é uma doença tão mortífera16/10/14Tratamento é precário e chega a custar US$ 1 mil por hora; segundo a OMS, taxa de mortalidade é de aproximadamente 70% O Ebola é um vírus que provoca uma doença violenta e altamente letal. Mas, na verdade, não é o vírus que mata as pessoas infectadas. Ao invés de atacar o sistema imunológico, como o vírus da AIDS, o Ebola age de maneira mais sutil e inteligente, fazendo com que o próprio organismo se destrua. A maior parte das mortes ocorre por queda na......
Adesivo inteligente mede temperatura corporal e pode aposentar o termômetro17/04/15 Uma empresa de Los Angeles, nos Estado Unidos, criou um tipo de dispositivo que, uma vez preso ao corpo de qualquer pessoa com o auxílio de um adesivo, registra a temperatura e a envia para um aplicativo de celular analisá-la. Dessa......
Justiça manda liberar remédio com componente da maconha02/09/14Esta é a primeira vez que a Justiça determina que a Anvisa libere um remédio a base de THC, uma substância proibida no Brasil A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou por meio da assessoria de imprensa não ter sido notificada sobre a decisão da Justiça de Minas que determinava a liberação de medicamento que......

Voltar para Blog