Fique por dentro

Postado em 22 de Julho de 2014 às 09h16

Anvisa reduz preço de medicamentos

governo retira pis/cofins de medicamentos, consumidor JÁ sente a diferença

Nativa Farmácia e Manipulação governo retira pis/cofins de medicamentos, consumidor JÁ sente a diferença Nesta segunda, Anvisa reduziu preço máximo de mais 174 medicamentos. Isenção de PIS/Cofins diminui...

Nesta segunda, Anvisa reduziu preço máximo de mais 174 medicamentos.
Isenção de PIS/Cofins diminui preços em 12%, em média.

A lista de medicamentos com desconto por conta da isenção de imposto PIS/Cofins passa a ter 1.645 produtos a partir desta segunda-feira (21), com a atualização da lista de preços da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A agência reduziu o preço máximo de mais 174 medicamentos, que passam a ter desconto médio de 12% nas farmácias por conta da retirada dos impostos. Foram incluídos, por exemplo, remédios para disfunção erétil, prevenção de AVC e infarto, tratamento de depressão, indução de ovulação, anti-inflamatórios e vacina contra gripe. Veja a lista dos 174 medicamentos incluídos.

A lista geral com os valores de todos os medicamentos que têm os preços controlados (disponível neste link) é atualizada mensalmente e indica os valores máximos que cada produto pode ter para o consumidor.

Já a "lista positiva", que isenta de PIS/Confins algumas substâncias, foi criada em 2001 e desde então é atualizada periodicamente com os que recebem isenção de tributos. A última atualização foi feita em 2007. Essa lista representa 75,4% dos medicamentos comercializados em todo o país, de acordo com o Ministério da Saúde.

Tarja vermelha e preta
Quase todos os medicamentos tarja vermelha e preta estão isentos de PIS/Cofins, o que diminui o custo de remédios usados no tratamento de artrite reumatoide, câncer de mama, leucemia, hepatite C, doença de Gaucher e HIV, entre outros, diz o ministério.

Os critérios estabelecidos pelo ministério e pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) para escolher as substâncias que terão isenção leva em conta "as patologias crônicas e degenerativas; os programas de saúde do governo instituídos por meio de políticas públicas e a essencialidade dos medicamentos para a população".

A CMED é responsável pelo monitoramento dos preços dos remédios e por garantir que as reduções de imposto sejam integralmente refletidas nos preços fixados como teto para os produtos.

FONTE: E-pharma

Veja também

Sal em medicamentos representa risco para a saúde do coração 17/12/13Analgésicos solúveis podem representar um risco pela alta concentração de sal contida neles Analgésicos solúveis podem representar um risco pela alta concentração de sal contida neles, alerta pesquisadores do Reino Unido, segundo a BBC. Algumas fórmulas chegam a ter mais sódio do que o recomendado diariamente para um adulto, dizem os autores do estudo. O trabalho publicado no “British Medical Journal” analisou exames de 1,2 milhões de......
Saffrin. O controle da saciedade e ansiedade06/01/14 O açafrão é encontrado nas áreas com climas como o Mediterrâneo ou na América do Norte, onde há brisas quentes e secas e terras áridas ou semi-áridas. A planta pode, no entanto, tolerar duros......
Nação Rivotril17/12/13O Brasil é o maior consumidor de Rivotril do mundo Todo mundo tem um refúgio a que costuma recorrer para aliviar o peso dos problemas. Pode ser um lugar tranquilo, talvez a praia. O pensamento em uma pessoa querida. Uma extravagância, como compras ou aquele prato proibido pelo médico.......

Voltar para Blog