Fique por dentro

Postado em 11 de Julho de 2014 às 08h16

Pesquisadores apresentam gel que reduz em 85% o contágio de HIV por meio de relações sexuais

Nativa Farmácia e Manipulação RIO - A luta contra a disseminação do vírus da Aids pode ganhar um importante aliado. Pesquisadores de dois centros espanhóis desenvolveram um gel que, aplicado na vagina ou no reto, pode...

RIO - A luta contra a disseminação do vírus da Aids pode ganhar um importante aliado. Pesquisadores de dois centros espanhóis desenvolveram um gel que, aplicado na vagina ou no reto, pode evitar o contágio do HIV via relações sexuais. Ainda em fase pré-clínica, o medicamento demonstrou um êxito de 85% com experimentos em ratos, segundo a chefe de seção do laboratório de Inmunobiologia Molecular do Hospital Gregorio Marañón, Ángeles Muñoz. Nos testes in vitro, o sucesso teria sido de 100% quando se combina o gel com remédios antirretrovirais.

De acordo com os responsáveis pela pesquisa, feita em parceria com a Universidade de Alcalá de Henares, o medicamento deverá levar de três a cinco anos para chegar ao mercado, mas ainda é preciso encontrar uma instituição para financiar os testes em seres humanos. Além disso, claro, os bons resultados obtidos com animais precisam ser confirmados em pessoas.

Segundo Ángeles Muñoz, a eficácia do gel tem de 18 a 24 horas. Durante este período, o indivíduo com o medicamento poderia manter relações sexuais sem riscos de contágio. Mas seria preciso aplicar o gel de quatro a oito horas antes da relação. O produto usa partículas que bloqueiam a infecção, mas não funcionam como contraceptivo, o que permitirá que homens usando o gel possam procriar. "A molécula que utilizamos não altera a fertilidade dos espermatozoides", explicou Muñoz durante a coletiva de imprensa na qual apresentou o produto.

Fonte: ePharma

Veja também

Entenda como o Ebola age no organismo e porque é uma doença tão mortífera16/10/14Tratamento é precário e chega a custar US$ 1 mil por hora; segundo a OMS, taxa de mortalidade é de aproximadamente 70% O Ebola é um vírus que provoca uma doença violenta e altamente letal. Mas, na verdade, não é o vírus que mata as pessoas infectadas. Ao invés de atacar o sistema imunológico, como o vírus da AIDS, o Ebola age de maneira mais sutil e inteligente, fazendo com que o próprio organismo se destrua. A maior parte das mortes ocorre por queda na......
Dispositivo do Google pode ajudar a curar o câncer 18/03/15O Google entrou com um pedido de patente na Organização Mundial de Propriedade Intelectual (WIPO) para um dispositivo para usar no braço. A tecnologia chamada de Nanoparticle Phoresis é descrita como um dispositivo “capaz de modificar ou destruir um ou mais alvos no sangue que podem prejudicar a saúde”, o que inclui enzimas, hormônios, proteínas,......
Anvisa suspende distribuição e venda do antigripal Resfenol30/05/14Resolução também afeta a comercialização de lotes de outras três medicações Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a distribuição, o comércio e o uso no Brasil o medicamento Resfenol, solução oral gotas, fabricado pela empresa Kley Hertz S.A. Indústria......

Voltar para Blog